Menu

Sete Estratégias Bíblicas de Combate ao Machismo

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email

É possível combater o machismo sem usar as armas falaciosas do feminismo?

Os princípios bíblicos de autoridade não podem ser distorcidos e usados como justificativa para autoritarismo e opressão.

A seguir sete ensinamentos bíblicos de enfrentamento ao machismo, na perspectiva do Reino.


1. Ensino sobre Pureza

Se a sociedade é mais tolerante com a imoralidade sexual masculina, a Bíblia não corrobora essa diferença: a pureza sexual é tanto para homens quanto para mulheres. Não existe um termo diferente de fornicação, adultério ou prostituição seja praticado por um homem ou uma mulher. No enfrentamento ao machismo, combatemos o pecado.

“Fora ficam os cães, os que praticam feitiçaria, os que cometem imoralidades sexuais, os assassinos, os idólatras e todos os que amam e praticam a mentira.”

Apocalipse 22:15

“Mas eu digo: Qualquer que olhar para uma mulher e desejá-la, já cometeu adultério com ela no seu coração.”

Mateus 5:28

2. Ensino sobre Respeito às Mulheres

Toda mulher deve ser respeitada. Ainda que ela seja pega em flagrante adultério. Ainda que ela tenha tido cinco maridos e o que ela está não seja o dela. O padrão de comportamento masculino é Cristo e não o padrão social.

“Naquele momento chegaram os seus discípulos e ficaram admirados, pois ele estava conversando com uma mulher. Mas nenhum deles perguntou à mulher o que ela queria. E também não perguntaram a Jesus por que motivo ele estava falando com ela.”

João 4.27

“E, endireitando-se Jesus, e não vendo ninguém mais do que a mulher, disse-lhe: Mulher, onde estão aqueles teus acusadores? Ninguém te condenou?
E ela disse: Ninguém, Senhor. E disse-lhe Jesus: Nem eu também te condeno; vai-te, e não peques mais.”

João 8:10,11

3. Ensino sobre Submissão Masculina

Biblicamente, a cabeça do homem na família é Cristo. A liderança familiar que Deus entrega ao homem não é para exploração de sua família, mas, para servi-la com sua proteção e provisão. Ele será uma liderança sadia na medida em que for submisso a Cristo.

“Mas quero que saibais que Cristo é a cabeça de todo homem; e o homem é a cabeça da mulher; e Deus, a cabeça de Cristo.”

1 Coríntios 11.3

4. Ensino sobre Amor Incondicional

Biblicamente, o amor que o homem deve devotar a mulher que ele escolher como esposa é incondicional. Ela sendo amável ou não. O amor dele por ela deve mostrar ao mundo o tipo de amor que Cristo tem por sua Igreja.

“Da mesma forma, os maridos devem amar cada um a sua mulher como a seu próprio corpo. Quem ama sua mulher, ama a si mesmo.”

Efésios 5:28

5. Ensino sobre Sacrifício

Biblicamente, se alguém deve sacrificar a vida em favor da família, é o marido. 

“Maridos, ame cada um a sua mulher, assim como Cristo amou a igreja e entregou-se por ela.”

Efésios 5.25

6. Ensino sobre Cooperação

Se o homem não precisasse de ajuda, Deus não teria criado para ele uma Auxiliadora Competente: a mulher. Haverá situações que Deus falará com o homem por meio do discernimento de sua esposa. Para tomar decisões acertadas, ele precisa submeter suas decisões a Cristo.

Porém Deus disse a Abraão: Não te pareça mal aos teus olhos acerca do moço e acerca da tua serva; em tudo o que Sara te diz, ouve a sua voz.”

Gênesis 21.12

7. Ensino sobre Honra

Na cosmovisão bíblica, o homem deve tratar a sua esposa com honra, respeitando suas vulnerabilidades, sob risco de interferência espiritual: suas orações podem chegar ao ponto de não serem ouvidas.

“Do mesmo modo vocês, maridos, sejam sábios no convívio com suas mulheres e tratem-nas com honra, como parte mais frágil e co-herdeiras do dom da graça da vida, de forma que não sejam interrompidas as suas orações.” 

1 Pedro 3.7

Importante salientar que essas instruções bíblicas podem e devem ser usadas por mulheres no discipulado de seus filhos meninos, mas nunca para o confronto de seus cônjuges a respeito de eventuais falhas. A mesma palavra que orienta homens a amarem incondicionalmente suas esposas, orienta mulheres a respeitarem seus maridos incondicionalmente também. Uma atitude rebelde não muda sua natureza por usar a Bíblia como desculpa. 


Não precisamos de um retorno ao passado, mas um retorno às escrituras.

Cristo é suficiente.

Publicações Relacionadas

Outras Publicações

Devocional
Aline Brum

Anuncie com a sua face

“Então todos os que estavam assentados no conselho, fixando os olhos nele, viram o seu rosto como o rosto de um anjo.” (Atos 6:15)  Estevão

Leia mais
NPC
André Batalhão

A queda das liberdades

“Andarei em verdadeira liberdade, pois tenho buscado os teus preceitos.” (Salmos 119.45)          No mundo ocidental, o direito à liberdade é garantido, e não pode

Leia mais