Menu

A convivência do casal

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email

Alguns ainda procuram encontrar a “metade da laranja”. Ledo engano pois Deus nos fez seres inteiros, com educação, hábitos, gostos, visão de mundo, temperamento, personalidade, caráter e até a medida de fé diferenciados. Somos seres singulares! No casamento ocorre sim, uma soma, não de duas metades, mas de dois inteiros que se tornam um inteiro maior ainda. Evidentemente, se ocorre esse somatório de dois indivíduos inteiros e singulares, surgirão problemas de adaptação, ajustes inevitáveis, o exercício do amor, do perdão, da empatia, da paciência, da temperança, de ouvir o outro e ceder (por amor). Isso só é possível quando o casal põe o seu “eu” na cruz, na total dependência da vontade de Deus.

Existem quatro tipos básicos de temperamento: o colérico, caracterizado pelo espírito impetuoso e de liderança; o sanguíneo, amável, sonhador e comunicativo; o fleumático, observador, fácil de se relacionar, gentil e sábio por natureza, e o melancólico extremamente sensível e amigo. 

Cada temperamento apresenta também características negativas: o colérico costuma exagerar em seus ímpetos e facilmente pode ser grosseiro e egocêntrico; o sanguíneo  pode se perder em suas conversas divagações,  tornando-se irresponsável; o fleumático pode demorar tanto a reagir; que se torna um procrastinador do que tem de ser feito; o melancólico pode prender-se excessivamente ao passado (nostalgia) e aos seus sentimentos e aos dos outros, causando-lhe grande tristeza.

Outro fator importante: ninguém apresenta um só tipo de temperamento. O que temos é a mistura de dois ou três, havendo sempre a prevalência de um com características externas mais marcantes. Por que estou falando tudo isso? Porque é comum entre os casais ignorar essas diferenças de temperamento e tentar impor ao marido ou à esposa as características de temperamento um do outro. 

Ora, se Deus nos criou diferentes, por que tentar igualar todas as pessoas?

Há tremenda beleza e utilidade na singularidade! Precisamos perceber essas características positivas e negativas uns nos outros para valorizarmos o que há de melhor em cada temperamento e agirmos com sabedoria em relação ao que possa causar brigas. Por exemplo, pessoas mais teimosas, corrigidas na medida certa, sem terem a personalidade e autoestima aniquiladas, tornaram-se grandes líderes, negociadores e profissionais de sucesso. Tudo depende da forma como o cônjuge lida com a situação.

Na verdade, todos os pontos negativos do temperamento humano, quando trabalhados à luz da Palavra de Deus, podem se tornar habilidades úteis e positivas. Já se sabe, por exemplo, que até a raiva, em vez de ser contida, ignorada ou enterrada, deve ser usada como energia propulsora para mudança de situação, superação e realização de sonhos. Uma pessoa com raiva com alguma injustiça no trabalho, deve usar essa emoção para investir mais em seu potencial profissional, estudando e se capacitando para conquistar um emprego e cargo melhor. 

Não existe cônjuge perfeito. Todos os seres humanos mentalmente normais apresentam pontos positivos e negativos em seu temperamento e personalidade. Desperte o melhor de seu cônjuge! Incentive seu marido ou sua esposa a ser feliz, a realizar e conquistar! Há sonhos que só são alcançados com fé, amor, motivação, incentivo, otimismo, sabedoria e colaboração do cônjuge. Seja parceiro, companheiro, incentivador de seu cônjuge, creia que o sucesso dele será também o seu!

Por outro lado, não anule os seus sonhos. Paralelamente, lute por eles, compartilhe-os com seu cônjuge para que ele também incentive você a concretizar desejos. Quando marido e mulher são parceiros e cúmplices, os dois crescem juntos, sem competitividade, sabotagem, inveja ou ciúme, e se realizam juntos, utilizando como ferramenta o melhor do temperamento de cada um, o amor, a cumplicidade, a solidariedade, a fé e esperança em Deus. 

Este texto é parte da obra “NO DIVÃ COM A DRA ELIZETE MALAFAIA –  VIDA CONJUGAL”  – PASTORA ELIZETE MALAFAIA. 

Adquira a obra integral em: https://loja.editoracentralgospel.com/livro-no-diva-vida-conjugal-000566

Publicações Relacionadas

Mulher Vitoriosa
Elizete Malafaia

Joana: uma mulher ousada e humilde

Joana era esposa de Cuza, um oficial de finanças de Herodes Antipas (governador a serviço do Império Romano em Israel). Logo percebemos, então, que, com

Leia mais
Mulher Vitoriosa
Elizete Malafaia

Uma mulher Insubstituível

Você consegue pensar em alguém assim, insubstituível? Talvez movidas pelos laços de família, lembremos-nos de nossos pais, filhos e outros familiares, mas quantas de nós

Leia mais

Outras Publicações

Geral
Cyntia Pecli

A História da Vacina – Parte I

Mas, afinal, como surgiram as vacinas? Num contexto mundial de pandemia, em que as pessoas deparam-se diariamente com notícias de mortes decorrentes de infecções por

Leia mais
Our Faith
Verônica de Souza

It’ll happen quickly

“I tell you, he will see that they get justice, and quickly”.  (Luke 18:8) We all have been patiently waiting, thanking God, praying for a

Leia mais
Devocional
Paulo Maskote

Faça sua mala e suba!

Hospede-se na montanha por um tempo… Maria quando soube que estava grávida precisou ausentar-se de Nazaré por um tempo… não era um “adeus” – era

Leia mais