Menu

O Juízo Final :Hermenêutica e Exegese de Apocalipse 20

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email

E vi um grande trono branco, e o que estava assentado sobre ele, de cuja presença fugiu a terra e o céu; e não se achou lugar para eles.”

Apocalipse 20.11

A Prisão de Satanás (Apocalipse 20:1-3)

O capítulo 20 do Apocalipse começa com a descrição de um anjo descendo do céu com uma chave do abismo e uma grande corrente. Ele prende o dragão, a antiga serpente que é o Diabo e Satanás, e o amarra por mil anos. O anjo lança Satanás no abismo, o encerra e põe um selo sobre ele para que não possa mais enganar as nações até que os mil anos se acabem. Depois disso, Satanás será solto por um breve período.

  • Referências Bíblicas: Apocalipse 20:1-3: “Vi descer do céu um anjo, que trazia na mão a chave do abismo e uma grande corrente. Ele prendeu o dragão, a antiga serpente, que é o Diabo, Satanás, e o amarrou por mil anos. Lançou-o no abismo, fechou-o e pôs um selo sobre ele, para que não mais enganasse as nações, até que os mil anos se completassem. Depois disso, é necessário que seja solto por pouco tempo.”

A Ressurreição e o Reino dos Fiéis (Apocalipse 20:4-6)

Descrição do Evento : Durante os mil anos, os fiéis ressuscitam e reinam com Cristo. Eles são aqueles que foram degolados por testemunhar a respeito de Jesus e proclamar a palavra de Deus, e que não adoraram a besta nem a sua imagem, nem receberam o seu sinal. Essas pessoas vivem e reinam com Cristo durante mil anos, e são consideradas bem-aventuradas e santas, pois não têm poder sobre a segunda morte. Eles também são sacerdotes de Deus e de Cristo e reinarão com ele por mil anos.

  • Referências Bíblicas :Apocalipse 20:4-6: “Vi também tronos, e aos que se assentaram sobre eles foi dado o poder de julgar. Vi as almas daqueles que foram decapitados por causa do testemunho de Jesus e da palavra de Deus, e dos que não adoraram a besta nem a sua imagem, e não receberam o sinal na testa e na mão. Eles ressuscitaram e reinaram com Cristo durante mil anos. Mas os outros mortos não reviveram, até que os mil anos se completassem. Esta é a primeira ressurreição. Bem-aventurado e santo é aquele que tem parte na primeira ressurreição; sobre esses a segunda morte não tem poder, mas serão sacerdotes de Deus e de Cristo e reinarão com ele durante mil anos.”

A Liberação de Satanás e a Batalha Final (Apocalipse 20:7-10)

Descrição do Evento: No final dos mil anos, Satanás é solto da sua prisão e sai para enganar as nações que estão sobre os quatro cantos da terra. Ele ajunta as nações em batalha, mas é derrotado por fogo do céu que desce e os devora. Satanás é então lançado no lago de fogo e enxofre, onde estão a besta e o falso profeta, e é atormentado para sempre.

  • Referências Bíblicas:Apocalipse 20:7-10: “Quando, porém, se completarem os mil anos, Satanás será solto da sua prisão, e sairá a enganar as nações que estão nos quatro cantos da terra, Gogue e Magogue, a fim de reuni-los para a batalha; o número deles é como a areia do mar. Eles marcharam pela superfície da terra e cercaram o acampamento dos santos e a cidade amada. Desceu, porém, fogo do céu e os devorou. E o diabo, que os enganava, foi lançado no lago de fogo e enxofre onde estão a besta e o falso profeta; eles serão atormentados dia e noite, pelos séculos dos séculos.”

O Juízo Final (Apocalipse 20:11-15)

Descrição do Evento: Depois da batalha final, o Juízo Final começa. Um grande trono branco é descrito, e aqueles que estão diante dele são julgados pelas coisas que estão escritas nos livros. A morte e o inferno são lançados no lago de fogo, e aqueles que não estão escritos no livro da vida são lançados no lago de fogo, sofrendo a segunda morte.

Detalhes do Juízo Final:

Grande Trono Branco: O “grande trono branco” simboliza a pureza e a justiça de Deus. Este trono é o local do julgamento final, onde Deus julga todos os seres humanos.

Julgamento pelos Livros: Aqueles que estão diante do trono são julgados pelas suas obras, conforme registradas nos livros. Esses livros são geralmente interpretados como registros das ações de cada indivíduo.

Livro da Vida: O “Livro da Vida” é mencionado como contendo os nomes daqueles que serão salvos. Aqueles cujos nomes não estão escritos nele são lançados no “lago de fogo”.

Morte e Inferno: A morte e o inferno (Hades) são personificados e lançados no lago de fogo, representando a destruição final do poder da morte e do mal.

Lago de Fogo e Segunda Morte: O lago de fogo é descrito como o destino final de Satanás, da morte e do inferno, bem como daqueles cujos nomes não estão no Livro da Vida. A segunda morte é entendida como a separação eterna de Deus.

  • Referências Bíblicas: Apocalipse 20:11-15: “Vi um grande trono branco e aquele que estava assentado nele. Da sua presença fugiram a terra e o céu, e não se achou lugar para eles. Vi também os mortos, grandes e pequenos, em pé diante do trono, e os livros foram abertos. Outro livro foi aberto, o Livro da Vida. Os mortos foram julgados de acordo com o que tinham feito, segundo o que estava registrado nos livros. O mar entregou os mortos que nele havia, e a morte e o Hades entregaram os mortos que neles havia; e foram julgados, um por um, segundo o que tinham feito. Então a morte e o Hades foram lançados no lago de fogo. O lago de fogo é a segunda morte. Se alguém não foi encontrado inscrito no Livro da Vida, esse foi lançado no lago de fogo.”

Comentários e Autores

N.T. Wright:

Em “Surprised by Hope”, N.T. Wright discute a ressurreição e o juízo final, abordando a importância da justiça e do novo céu e nova terra. Ele enfatiza que o Juízo Final não é apenas sobre condenação, mas também sobre a restauração e o estabelecimento da justiça divina.

Referência: Wright, N.T. Surprised by Hope. HarperOne, 2008.

Craig S. Keener:

Em “Revelation” (NIV Application Commentary), Craig S. Keener fornece uma análise detalhada do Apocalipse, incluindo o capítulo 20. Keener discute o simbolismo do trono branco e a natureza do julgamento, enfatizando a justiça de Deus e a esperança na renovação de todas as coisas.

Referência: Keener, Craig S. Revelation (NIV Application Commentary). Zondervan, 2000.

G.K. Beale:

Em “The Book of Revelation” (New International Greek Testament Commentary), G.K. Beale oferece uma exegese detalhada do texto de Apocalipse, incluindo o Juízo Final. Beale examina o simbolismo apocalíptico e o contexto histórico, fornecendo insights sobre a mensagem escatológica do julgamento.

Referência: Beale, G.K. The Book of Revelation (New International Greek Testament Commentary). Eerdmans, 1999.

Estudos Acadêmicos

“The Judgment Seat of Christ: A Theological and Exegetical Investigation” por Samuel L. Hoyt (Ph.D. Dissertation, Grace Theological Seminary)

Resumo da Dissertação:

Samuel L. Hoyt realiza uma investigação teológica e exegética sobre o conceito do Tribunal de Cristo, conhecido também como Bema, e o julgamento final. A dissertação de Hoyt se foca em analisar os textos bíblicos relevantes, esclarecer a natureza e o propósito do Tribunal de Cristo, e discutir suas implicações teológicas para a fé e a prática cristã.

O contexto aborda a responsabilidade dos crentes em não julgar uns aos outros, pois todos comparecerão diante do Tribunal de Cristo.

Exegese: Enfatiza a universalidade do julgamento e a responsabilidade pessoal diante de Deus.

2 Coríntios 5:10

O apóstolo Paulo fala sobre o julgamento de todos os crentes, onde cada um receberá segundo o bem ou o mal que tiver feito por meio do corpo.

Exegese: Destaca a seriedade do julgamento e a justiça de Deus em recompensar ou punir conforme as ações.

1 Coríntios 3:10-15

Paulo utiliza a metáfora da construção para explicar que o trabalho de cada um será testado pelo fogo, revelando a qualidade do trabalho realizado.

Exegese: Ressalta a importância da motivação e da qualidade do serviço cristão.

Implicações Teológicas

Motivação para a Vida Cristã:

O Tribunal de Cristo serve como um incentivo para viver uma vida santa e dedicada ao serviço de Deus, sabendo que haverá recompensas e perdas baseadas nas ações.

Ética e Espiritualidade:

A compreensão do Tribunal de Cristo deve impactar a ética e a espiritualidade dos crentes, motivando-os a viver de forma que honre a Deus e beneficie os outros.

Esperança e Confiança:

Embora o Tribunal de Cristo envolva um julgamento sério, também oferece esperança, pois está baseado na justiça e misericórdia de Deus. Os crentes podem ter confiança na promessa de recompensas eternas.

Relevância Contemporânea

Edificação da Igreja:

A doutrina do Tribunal de Cristo pode ser utilizada para encorajar e edificar a igreja, promovendo um compromisso mais profundo com a vida cristã e o serviço.

Discipulado e Formação Espiritual:

Líderes cristãos podem usar este entendimento para discipular e formar espiritualmente os crentes, enfatizando a importância de viver para a glória de Deus e em conformidade com a sua vontade. O capítulo 20 do Apocalipse oferece uma visão poderosa do Juízo Final e do destino eterno dos seres humanos e das forças do mal. As interpretações teológicas e exegéticas deste capítulo sublinham a justiça de Deus, a vitória final sobre o mal e a esperança na renovação de todas as coisas. A compreensão do Juízo Final não apenas fornece uma perspectiva escatológica, mas também influencia a ética e a espiritualidade dos crentes, motivando-os a viver de acordo com os preceitos divinos.

Exegese de Apocalipse 20: O Juízo Final

Apocalipse 20:1-3 (A Prisão de Satanás)

Texto Bíblico:

“Vi descer do céu um anjo, que trazia na mão a chave do abismo e uma grande corrente. Ele prendeu o dragão, a antiga serpente, que é o Diabo, Satanás, e o amarrou por mil anos. Lançou-o no abismo, fechou-o e pôs um selo sobre ele, para que não mais enganasse as nações, até que os mil anos se completassem. Depois disso, é necessário que seja solto por pouco tempo.”

Exegese:

“Vi descer do céu um anjo”: O anjo vem com autoridade divina, indicado pela sua origem celestial.

“A chave do abismo”: Simboliza o controle total sobre o reino das trevas.

“Grande corrente”: Representa o poder de restringir e controlar Satanás.

“Prendeu o dragão, a antiga serpente, que é o Diabo, Satanás”: Os títulos usados aqui conectam Satanás às suas atividades malignas desde o Éden.

“Amarrou por mil anos”: Mil anos é interpretado por alguns como um período literal, mas por outros como simbólico de um longo tempo de restrição.

“Lançou-o no abismo, fechou-o e pôs um selo sobre ele”: Completa restrição, impedindo Satanás de influenciar as nações.

“Depois disso, é necessário que seja solto por pouco tempo”: Indica que o período de restrição de Satanás terá um fim antes do julgamento final.

Apocalipse 20:4-6 (A Ressurreição e o Reino dos Fiéis)

Texto Bíblico:

“Vi também tronos, e aos que se assentaram sobre eles foi dado o poder de julgar. Vi as almas daqueles que foram decapitados por causa do testemunho de Jesus e da palavra de Deus, e dos que não adoraram a besta nem a sua imagem, e não receberam o sinal na testa e na mão. Eles ressuscitaram e reinaram com Cristo durante mil anos. Mas os outros mortos não reviveram, até que os mil anos se completassem. Esta é a primeira ressurreição. Bem-aventurado e santo é aquele que tem parte na primeira ressurreição; sobre esses a segunda morte não tem poder, mas serão sacerdotes de Deus e de Cristo e reinarão com ele durante mil anos.”

Exegese:

“Vi também tronos, e aos que se assentaram sobre eles foi dado o poder de julgar”: Os crentes fiéis são concedidos a autoridade de reinar e julgar.

“Vi as almas daqueles que foram decapitados”: Refere-se aos mártires que morreram por sua fé em Cristo.

“Não adoraram a besta nem a sua imagem, e não receberam o sinal na testa e na mão”: Estes mártires permaneceram fiéis durante a perseguição.

“Ressuscitaram e reinaram com Cristo durante mil anos”: Eles compartilham a vitória e reinam com Cristo durante o milênio.

“Os outros mortos não reviveram, até que os mil anos se completassem”: Refere-se à segunda ressurreição, que ocorre após o milênio.

“Esta é a primeira ressurreição”: A ressurreição dos justos que ocorre antes do milênio.

“Bem-aventurado e santo é aquele que tem parte na primeira ressurreição”: Estes são protegidos da segunda morte.

“Serão sacerdotes de Deus e de Cristo e reinarão com ele durante mil anos”: Descreve a função sacerdotal e real dos crentes durante o milênio.

Apocalipse 20:7-10 (A Liberação de Satanás e a Batalha Final)

Texto Bíblico:

“Quando, porém, se completarem os mil anos, Satanás será solto da sua prisão, e sairá a enganar as nações que estão nos quatro cantos da terra, Gogue e Magogue, a fim de reuni-los para a batalha; o número deles é como a areia do mar. Eles marcharam pela superfície da terra e cercaram o acampamento dos santos e a cidade amada. Desceu, porém, fogo do céu e os devorou. E o diabo, que os enganava, foi lançado no lago de fogo e enxofre, onde estão a besta e o falso profeta; eles serão atormentados dia e noite, pelos séculos dos séculos.”

Exegese:

“Quando, porém, se completarem os mil anos, Satanás será solto da sua prisão”: Indica um novo período de atividade satânica após o milênio.

“Sairá a enganar as nações que estão nos quatro cantos da terra”: Satanás tenta novamente as nações do mundo inteiro.

“Gogue e Magogue”: Representam as forças do mal que se opõem ao povo de Deus.

“A fim de reuni-los para a batalha; o número deles é como a areia do mar”: Grande multidão de pessoas enganadas por Satanás.

“Marcharam pela superfície da terra e cercaram o acampamento dos santos e a cidade amada”: Ataque final contra o povo de Deus e Jerusalém.

“Desceu, porém, fogo do céu e os devorou”: Intervenção divina que destrói os inimigos.

“O diabo, que os enganava, foi lançado no lago de fogo e enxofre, onde estão a besta e o falso profeta”: Destino final de Satanás no lago de fogo.

“Eles serão atormentados dia e noite, pelos séculos dos séculos”: Descreve o tormento eterno no lago de fogo.”

Apocalipse 20:11-15 (O Juízo Final)

Texto Bíblico: “Vi um grande trono branco e aquele que estava assentado nele. Da sua presença fugiram a terra e o céu, e não se achou lugar para eles. Vi também os mortos, grandes e pequenos, em pé diante do trono, e os livros foram abertos. Outro livro foi aberto, o Livro da Vida. Os mortos foram julgados de acordo com o que tinham feito, segundo o que estava registrado nos livros. O mar entregou os mortos que nele havia, e a morte e o Hades entregaram os mortos que neles havia; e foram julgados, um por um, segundo o que tinham feito. Então a morte e o Hades foram lançados no lago de fogo. O lago de fogo é a segunda morte. Se alguém não foi encontrado inscrito no Livro da Vida, esse foi lançado no lago de fogo.”

Exegese:

“Vi um grande trono branco e aquele que estava assentado nele”: O trono branco simboliza a pureza e justiça de Deus.

“Da sua presença fugiram a terra e o céu, e não se achou lugar para eles”: Toda a criação está diante do julgamento de Deus.

“Vi também os mortos, grandes e pequenos, em pé diante do trono”: Todos os seres humanos, sem distinção, estão diante do juízo final.

“Os livros foram abertos. Outro livro foi aberto, o Livro da Vida”: Os livros contêm os registros das ações humanas, e o Livro da Vida contém os nomes dos salvos.

“Os mortos foram julgados de acordo com o que tinham feito, segundo o que estava registrado nos livros”: O julgamento é baseado nas obras de cada um.

“O mar entregou os mortos que nele havia, e a morte e o Hades entregaram os mortos que neles havia”: Todos os mortos, de todos os lugares, são ressuscitados para o julgamento.

“Então a morte e o Hades foram lançados no lago de fogo”: A morte e o Hades, personificados, são destruídos.

“O lago de fogo é a segunda morte”: Define a segunda morte como o lago de fogo.

“Se alguém não foi encontrado inscrito no Livro da Vida, esse foi lançado no lago de fogo”: Destino final dos não salvos.

Comentários de Autores e Estudos Acadêmicos

Comentários de N.T. Wright, Craig S. Keener e G.K. Beale

N.T. Wright:

Em “Surprised by Hope”, Wright discute a ressurreição e o juízo final, abordando a importância da justiça e do novo céu e nova terra. Ele enfatiza que o Juízo Final não é apenas sobre condenação, mas também sobre a restauração e o estabelecimento da justiça divina.

Referência: Wright, N.T. Surprised by Hope. HarperOne, 2008.                             

Craig S. Keener:

Em “Revelation” (NIV Application Commentary), Keener fornece uma análise detalhada do Apocalipse, incluindo o capítulo 20. Keener discute o simbolismo do trono branco e a natureza do julgamento, enfatizando a justiça de Deus e a esperança na vitória final sobre o mal.

Referência: Keener, Craig S. Revelation. Zondervan, 2000.

G.K. Beale:

Em seu comentário exaustivo sobre Apocalipse, Beale analisa o capítulo 20 em grande detalhe. Ele aborda o significado dos mil anos, a ressurreição dos santos, e o julgamento final, fornecendo uma visão teológica que conecta o Apocalipse ao restante da Escritura.

Referência: Beale, G.K. The Book of Revelation: A Commentary on the Greek Text. Eerdmans, 1999.

Estudo Comparativo com Outros Textos Bíblicos sobre o Juízo

Romanos 14:10-12

Texto Bíblico: “Mas você, por que julga seu irmão? E você, por que despreza o seu irmão? Pois todos compareceremos diante do tribunal de Deus. Porque está escrito: ‘Por mim mesmo jurei, diz o Senhor, diante de mim se dobrará todo joelho, e toda língua confessará a Deus’. Assim, cada um de nós prestará contas de si mesmo a Deus.”

Análise:

Paulo enfatiza que todos os crentes comparecerão diante do tribunal de Deus.

A responsabilidade pessoal é destacada, com cada um prestando contas de suas ações.

2 Coríntios 5:10

Texto Bíblico:

“Porque é necessário que todos nós compareçamos perante o tribunal de Cristo, para que cada um receba segundo o bem ou o mal que tiver feito por meio do corpo.”

Análise:

Paulo reitera a certeza do julgamento para todos os crentes.

O julgamento é baseado nas ações realizadas enquanto no corpo.

1 Coríntios 3:10-15

Texto Bíblico:

“Segundo a graça de Deus que me foi dada, eu, como sábio construtor, lancei o fundamento, e outro edifica sobre ele. Mas veja cada um como edifica sobre ele. Porque ninguém pode lançar outro fundamento, além do que já está posto, o qual é Jesus Cristo. E, se alguém sobre este fundamento edifica ouro, prata, pedras preciosas, madeira, feno, palha, a obra de cada um se manifestará; pois o Dia a demonstrará, porque será revelada pelo fogo; e o fogo provará qual seja a obra de cada um. Se permanecer a obra que alguém sobre ele edificou, esse receberá recompensa. Se a obra de alguém se queimar, sofrerá detrimento; mas o tal será salvo, todavia como que pelo fogo.”

Análise:

Paulo usa a metáfora da construção para explicar a qualidade do trabalho cristão.

O julgamento testa a motivação e qualidade do serviço, com recompensas para obras duradouras.

Conclusão

O capítulo 20 do Apocalipse oferece uma visão poderosa do Juízo Final e do destino eterno dos seres humanos e das forças do mal. As interpretações teológicas e exegéticas deste capítulo sublinham a justiça de Deus, a vitória final sobre o mal e a esperança na renovação de todas as coisas. A compreensão do Juízo Final não apenas fornece uma perspectiva escatológica, mas também influencia a ética e a espiritualidade dos crentes, motivando-os a viver de acordo com os preceitos divinos.

Publicações Relacionadas

Teologia
Pr.Junior Ribeiro

A EXISTÊNCIA DO PECADO

Hamartiologia : A Doutrina do pecado Como pode existir o mal, se Deus é onipotente e totalmente bom? Esta pergunta,juntamente com a questão correlata a

Leia mais

Outras Publicações

Fala Malafaia
Silas Malafaia

Bençãos sobre bençãos

Tenho aprendido ao longo da minha caminhada cristã que Deus usa cada pessoa em uma área específica. Ele não tem o mesmo chamado par todos.

Leia mais
Mistérios do Apocalipse
Joá Caitano

Questões Relativas ao Arrebatamento

O que será o Arrebatamento? O Arrebatamento será o momento no qual Jesus voltará para buscar Sua Igreja e para conduzi-la às mansões celestiais. Ele

Leia mais
Ciência e Fé
João Marcos / Lígia Helena

Por que sou objetor de consciência?

Vivemos em uma democracia. Isso é muito bom. Apenas 7,8% da população vive em “democracias plenas”. A EIU (Economist Intelligence Unit) alertou para a regressão

Leia mais