Menu

Adolescentes convivendo em ambientes seculares

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email

“Não rogo que os tires do mundo, mas que os protejas do Maligno. Eles não são do mundo, como eu também não sou. Santifica-os na verdade; a tua palavra é a verdade.”

João 17:15-17

A oração de Jesus no Getsêmani revela alguns dos desejos do coração do Mestre não só para os 11 apóstolos que Ele estava prestes a deixar na terra, mas também para todos os filhos agora resgatados por seu sacrifício e seu sangue na cruz.

E um dos clamores de Jesus ao Pai nos momentos que antecederam a crucificação foi que o Pai não os tirasse do mundo mas que os livrasse do maligno. Versos à frente, Jesus vai dizer que assim como Ele mesmo foi enviado ao mundo, também estaria os enviando.

É interessante perceber a preocupação de Jesus, após ter caminhando cerca de 33 anos na terra e ter exercido seu ministério na companhia dos discípulos, Ele percebe a necessidade de rogar ao Pai por aqueles que Ele estaria enviando ao mundo.

E para essa geração, o quão desafiador tem sido permanecer no mundo sem se envolver com as coisas do mundo? E nos ambientes digitais? Quem tem influenciado nossos jovens e o que eles têm consumido, dia após dia em horas sem fim de navegação nas redes sociais?

A verdade é que todos nós estamos em todo tempo cercados de estímulos e informações que muitas vezes colocam à prova nossa fé e desafiam a mantermos-nos firmes. Seja na escola, na faculdade, no trabalho, nas rodas de amigos, nas redes sociais e até mesmo na nossa família. E não tem como separar nossa vida “religiosa” da vida “secular”. Como está escrito em 1 Coríntios 10:31, devemos fazer tudo para a glória de Deus. Enquanto estivermos no mundo nosso dever é glorificar ao nome de Deus em todas as nossas ações.

Mas como manter essa convivência sem se contaminar?

Paulo advertiu aos Romanos, não deveriam se conformar ou se amoldar com os padrões do mundo, mas ao invés disso deveriam transformar-se pela renovação das mentes deles (Rm 12:2). Jesus foi enfático ao dizer que não nos tiraria do mundo, mas também nos chamou de Sal da terra e Luz do mundo. É em meio as trevas que precisamos ser luz e levar as boas-novas do evangelho por onde formos.

No Salmo 119:9 o salmista faz um questionamento e em seguida o responde: “Como pode o jovem manter pura a sua conduta? Vivendo de acordo com a tua palavra.” E esse é o segredo! Assim como Jesus pediu em sua oração que os santificasse na verdade e afirmou que “a sua palavra é a verdade”, precisamos cada vez mais inundar essa geração com a verdade da palavra de Deus. Ela continua sendo lâmpada para os pés e luz para o caminho.

É pela palavra que conseguimos resistir as propostas desse mundo. É com a palavra guardada em nosso coração que fugimos do pecado e vencemos o maligno. Estando firmados na palavra estaremos seguros contra todos os ataques contra nossa fé e a tentativa de desconstruir nossos valores.

Que sejamos os influenciadores dessa geração. Que cada jovem e adolescente cristão ocupe seu lugar nas esferas da sociedade fazendo a diferença. Para que enquanto estivermos no mundo, assim como Jesus nos enviou, sejamos os agentes de mudança em meio a uma sociedade corrompida e perversa.

Publicações Relacionadas

Devocional
Adriana Goulart

A Bíblia e eu

Lâmpada para os meus pés, luz para o meu caminho. Viva e eficaz. O meu prazer de dia e de noite. Martelo que esmiúça a

Leia mais
Devocional
Felipe Rodrigues

O lado de dentro

Se eu te perguntasse qual foi o lugar mais incrível que você já conheceu, provavelmente receberia como resposta a descrição de alguma viagem inesquecível já

Leia mais
Devocional
Renata Santana

Barro nas mãos de Deus

Sou barro, imperfeito. Então Deus me coloca na roda, e a Sua mão dentro do meu interior me dá forma. Depois esculpe em mim a

Leia mais

Outras Publicações

Devocional
Adriana Goulart

Ourives, marceneiro e perfumista

Sempre fiquei impressionada com o poder de Deus para criar. Aliás, é assim que Ele se apresenta no início da revelação bíblica: o Criador. Mas

Leia mais