Menu

Escravidão ideológica

Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no facebook
Compartilhar no email

De acordo com a Escola de Frankfurt e seus ideólogos esquerdistas, todos os defeitos da humanidade começam na família. A família proporciona a vida humana um significado espiritual, principalmente em conjunto com a igreja. É no seio familiar que a criança reforça sua identidade, diferenciando-se da massa e solidificando sua independência, frente aos coletivismos criados pelo Estado comunista.

(Sara Matsuda Guerra)

A exploração do ressentimento por parte da política esquerdista, tornou-se uma força motriz e explico o porquê. No livro “Mascarados”, os autores relatam as histórias das pessoas que aderiram ao movimento dos Black Blocs. Eles não conseguiram determinar um perfil psicológico de quem adere a esse movimento pois, segundo eles, seus membros possuem origens muito distintas. Mas através da leitura desse mesmo livro, conseguimos perceber algo em comum nesses perfis – TODOS ELES TÊM A FIGURA PATERNA AUSENTE. Bem como sabemos, para aqueles que tem um pai ausente os efeitos emocionais e sentimentais, podem ser devastadores.

Em 1920, a Alemanha era o país do pai ausente. Não só o pai ausente, mas um país ausente. O socialismo e o nazismo beberam da mesma fonte, ou seja, do ressentimentoO ressentimento é um dos piores conselheiros para o ser humano, pois o indivíduo passa a adotar qualquer coisa que possa ser sucedâneo àquilo que poderia ser seu sucesso pessoal. O significado de sucedâneo é: Qualquer substância ou produto que pode substituir outro por apresentar APROXIMADAMENTE as mesmas propriedades, ou seja, um SUBSTITUTO.

A partir do ressentimento, é muito fácil as pessoas aderirem a movimentos e defender ideias extremamente perigosas e utópicas, sob uma roupagem de justiça social, assistência aos menos favorecidos, defesa da minoria e por aí vai. Quando o ser humano está tomado pelo ressentimento, a ideia de que o mundo lhe deve alguma coisa, lhe parece muito real e factível. Infelizmente, essas pessoas começam a ter o perfil psicológico perfeito para serem cooptadas pelas narrativas da esquerda e suas ideologias.

Através da famosa tática “dividir para conquistar”, as narrativas ideológicas ganham espaço e as células cancerígenas da esquerda entram e manipulam o indivíduo através do identitarismo.

No identitarismo, as pessoas que se dividem em pequenos grupos, que só podem ser tuteladas por um grande Estado. Esse grande Estado seria o “pai” de todos. Grupos são feitos e suas necessidades são exclusivamente delegadas para o “grande pai”. Os negros precisam das cotas, as mulheres aderem ao movimento feminista, os trabalhadores aos seus sindicatos e assim por diante. Grupos cada vez mais incomunicáveis, intolerantes e violentos. Cada qual arrogando causas para si e delegando a responsabilidade das consequências de suas ações, ao Estado. O “grande pai” se fortalece, tornando-se um estado gigantesco, que controla todas as relações interpessoais de uma sociedade.

Hayek, em seu livro “O Caminho da Servidão”, relata que “medidas boas” e “bem intencionadas” produzem resultados indesejados. Quando os indivíduos delegam ao Estado a responsabilidade de alcançar seus anseios e objetivos, o efeito indesejado disso é que o Estado passa a ser responsável por algo que, independente da sua cor de pele, da sua conta bancária ou de onde você mora, cada ser humano é dotado de capacidade para reverter sua situação e alcançar seu objetivo.

O objetivo dos projetos esquerdistas é manter a todos em uma escravidão ideológica. Mas não se deixe enganar, pois o cenário em que você se encontra e os problemas sociais nele envolvidos, NÃO SÃO FATORES DETERMINANTES EM SUA VIDA.

Precisamos entender a importância de um reforço moral, e que este, precisa vir primeiro que o reforço econômico.

A importância de manter uma família coesa e de preservar a moral cristã, se deteriorou, se esfacelou. Muitas jovens estão engravidando com apenas 15 anos (ou até menos). São jovens que estão enraizadas na cultura do empoderamento em que TUDO PODE.

Essas ideologias foram disseminadas através das novelas, músicas, escolas e outros canais de comunicação. A maioria delas foram altamente contaminadas por essa distorção da visão de mundo. Esse ciclo vicioso torna-se uma bola de neve e o comportamento “empoderado” destrói o futuro dessas jovens.

Políticas públicas são indispensáveis, mas o reforço moral é a força motriz para o bom desempenho e o sucesso dos jovens.

Como já foi citado, o objetivo dessas ideologias é cegar e manter a todos em uma escravidão ideológica. Mas abra seus olhos e não caia no modus operandi da esquerda. A propósito, você sabe o que significa a expressão “Modus Operandi”? Modus operandi é a maneira pela qual um indivíduo ou uma organização desenvolve suas atividades ou opera. Essa expressão é muito utilizada no mundo jurídico para caracterizar a forma peculiar que um criminoso (ou mais) agem.

Pois é, nada é por acaso. Tudo foi pensado e orquestrado pelos ideólogos esquerdistas com um único objetivo: enraizar na sociedade uma hegemonia de pensamento. Hegemonia de pensamento é o domínio psicológico das massas, através da forma que pensamos e que será refletido nas ações de cada um, pois o pensamento precede a ação.

Assim, uma hegemonia cultural foi propagada através dos meios de comunicação, influenciando sorrateiramente os comportamentos de uma geração. Repito: o reforço econômico é importante, mas o reforço moral é crucial para o bom desenvolvimento e sucesso da nossa geração.

“Não tomem quartéis, tomem escolas e universidades, não ataquem blindados, ataquem ideias.” (Antônio Gramsci – Filósofo Marxista)Mas a Bíblia nos alerta: E não sede conformados com este mundo, mas sede transformados pela renovação do vosso entendimento, para que experimenteis qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus. (Romanos 12:2)

Publicações Relacionadas

NPC
Ana Clara Sterque

Precisamos Falar sobre Barbie

O filme Barbie foi lançado recentemente e foi sem dúvida, um dos maiores sucessos de marketing e de bilheteria. Em apenas 3 semanas o lançamento

Leia mais

Outras Publicações

Pregador Bem-Sucedido
Geziel Gomes

Por que devemos estudar a Bíblia?

Devemos estudar a Bíblia porque ela é a Palavra dada por Deus para a nossa edificação espiritual. Devemos estudar a Bíblia porque ela é a

Leia mais
Devocional
André Batalhão

A minha identidade

O sentimento de inadequação é um problema comum que muitas pessoas enfrentam em nossa sociedade. O constante bombardeio de imagens retratando perfeição, sucesso e conquista

Leia mais
Our Faith
Verônica de Souza

Humble yourself

Humble yourselves, therefore, under God’s mighty hand, that he may lift you up in due time.   (1 Peter 5:6) Humility is often defined as genuine

Leia mais